Administração Regional > Apresentações Artísticas
 
Rondônia retratada no Palco Giratório, do Sesc  
 

Rondônia e suas águas velozes e violentas do rio Madeira. Tendo como tema principal o cotidiano ribeirinho rondoniense, a Beradera Companhia de Teatro (RO)  chega à Belém e Castanhal trazendo para próxima etapa do Palco Giratório, projeto do Serviço Social do Comércio (Sesc) de maior circuito brasileiro de artes cênicas, os espetáculos “Lete” e "Saga Beradera", além da Oficina “Jogo, presença e centelha de vida”. Em Belém, no Centro Cultural Sesc Boulevard,  o grupo apresentará o espetáculo “Lete”, no dia 09/09, e “Saga Beradera”, no dia 10/09. Castanhal terá oficina dia 12/09, e espetáculo “Lete”, dia 13/09. A entrada e as inscrições para a oficina são gratuitas.

Iniciando as apresentações, em Belém, o Sesc Boulevard, recebe no dia 09/09, às 19h, "Lete", que na mitologia grega, é o rio do esquecimento. É ele quem apaga nos homens as suas vidas passadas. Esta peça, que estreou em maio de 2013 - antes da cheia histórica do rio Madeira, que ultrapassou em dois metros a última marca registrada e afogou comunidades ribeirinhas inteiras – reflete, em um ambiente ficcional, sobre os diversos ciclos migratórios que moldaram a cidade de Porto Velho (RO), culminando com o ciclo das usinas hidrelétricas. A peça lança luz sobre as vozes não ouvidas nestes processos econômicos e evidencia a memória que se esvai nas águas velozes e violentas do rio. Quatro atores-narradores se revezam em mais de vinte personagens em uma trama construída sobre cem anos de história concentradas em uma. No dia 10/09, às 18h é a vez de "Saga Beradera", parte dos eventos reais da enchente histórica de 2014, que alagou diversas comunidades ribeirinhas de Rondônia, para construir uma alegoria sobre memória e identidade. Seu Arigó é um idoso contador de histórias que adoeceu durante a cheia. Preocupado com sua saúde, Neto, seu único parente vivo, decide vir de São Paulo resgatar o avô para receber tratamentos adequados na metrópole paulistana. Neto se vê diante da complexa situação de convencer o avô a partir diante dos complexos laços de território que o velho criou com aquele lugar. Para engrossar mais o caldo, Urbana, esposa de Neto, acompanha o marido e destila preconceito sobre o modo de vida ribeirinho. Os dois espetáculos tem classificação 12 anos.

Em Castanhal, a Beradera Companhia de Teatro (RO) ministrará no dia 12/09, das 09h às 18h, a oficina “Jogo, presença e centelha de vida”. A oficina parte mescla conceitos extraídos das ferramentas Viewpoints e Rasaboxes com a estética minimalista de Peter Brook centrada no Espaço Vazio e no trabalho do ator. A proposta da oficina é capacitar o participante para atuar com verdade cênica, percepção estética, domínio das emoções e prontidão para o jogo. Público-alvo: Estudantes de teatro, atores, dançarinos e performers acima de 16 anos. As inscrições já estão abertas e vão até dia 11/09. E, no dia 13/09, às 19h30, no Sesc em  Castanhal, o grupo fará a apresentação do espetáculo “Lete”.

Sobre a Cia

A Beradera Companhia de Teatro surgiu em 2013 por ocasião da peça “Lete”, contemplada pelo Prêmio Funarte Myriam Muniz de Teatro 2012. Em 2015, a peça circulou por dez capitais através do projeto “Amazônia das Artes”, do Sesc Nacional.  A peça seguinte foi “Saga Beradera”, contemplada pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2014 e que esperou em 2015 na cidade de Porto Velho/RO.

 Sobre o projeto

Circo, performance, dança, intervenção urbana e teatro infantil, adulto e de rua de várias cidades do país. Essa circulação das artes brasileiras é o Palco Giratório, um circuito de artes cênicas do Serviço Social do Comércio (Sesc), que em 2017, completa 20 anos de existência. Neste ano o projeto visitará 144 cidades em 26 estados e no Distrito Federal, com espetáculos e intercâmbios artísticos. Este ano, o Palco Giratório contará com a participação de 20 companhias, que somarão 685 apresentações artísticas e 1.188 horas de oficinas teatrais.

“O Palco Giratório é um projeto que vai além do circuito de espetáculos, pois leva ideias, provocações e questões lançadas pela curadoria para o Brasil, incluindo cidades pequenas. São 20 anos disseminando as artes cênicas, em diferentes manifestações e linguagens culturais, promovendo intercâmbio de modos de fazer, criar, pensar e sentir”, ressalta Raphael Vianna, técnico de Artes Cênicas do Sesc.

Com uma curadoria formada por profissionais do Sesc, a programação selecionada para o Palco Giratório apresenta anualmente uma amostra importante da produção cênica brasileira. Os espetáculos são apresentados simultaneamente, percorrendo todos os estados brasileiros. Entre os destaques também está a peça ‘Caranguejo Overdrive’, da Aquela Cia. de Teatro, vencedora de três prêmios Shell, e ‘DNA de DAN’, Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna.

Nesta edição o Palco Giratório contará com seminários, onde serão discutidos aspectos relevantes das artes cênicas e políticas públicas para o teatro, entre outros temas. “Refletir sobre os 20 anos do Palco Giratório é  uma oportunidade ímpar para ampliar as principais discussões que atravessam o projeto, apontando assim para  uma perspectiva de futuro”, destaca Raphael.

Além de se apresentarem, os grupos participantes também compartilham experiências e conhecimentos por meio de oficinas e mesas redondas, possibilitando o acesso a obras de artes cênicas e a difusão artística como ferramenta de transformação social. Nas próximas etapas, durante este ano, o Pará ainda receberá grupos de Mato Grosso, Rondônia, Distrito Federal e Minas Gerais.

Duas décadas: o Palco Giratório em números

Reconhecido como uma das maiores iniciativas no segmento de artes cênicas do país, o Palco Giratório é uma rede de intercâmbio e difusão das artes cênicas consolidada no cenário cultural brasileiro. Ao longo de 19 edições, levou uma grande variedade de gêneros e linguagens artísticas para um público diversificado em 9.526 apresentações em todo o país, entre grupos de teatro de rua, circo, dança entre outras linguagens artísticas — em instalações do Sesc, praças e outros espaços urbanos.

 A programação completa do Palco Giratório e outras informações podem ser obtidas no site www.sesc.com.br/palcogiratorio/

 

 

Serviço:

Palco Giratório

 

Belém

Espetáculo "Lete", com Beradera Companhia de Teatro (RO)

Dia: 09/09/2017

Horário: 19h

Classificação: 12 anos

 

 

Espetáculo "Saga Beradera", com Beradera Companhia de Teatro (RO)

Dia: 10/09/2017

Hora: 18h

Classificação: 12 anos

 

Local: Centro Cultural Sesc Boulevard (Boulevard Castilho França, 522/523)

Entrada Franca

 

Castanhal

Oficina “Jogo, presença e centelha de vida”, com Beradera Companhia de Teatro (RO)

Dia:12/09/2017

Horário: 09h às 12h / 15h às 18h

Classificação: 16 anos

Inscrições: 04 a 11/09

Vagas Limitadas

Espetáculo "Lete", com Beradera Companhia de Teatro (RO)

Dia:13/09/2017

Horário: 19h30

Classificação: 12 anos

Local: Sesc em Castanhal (Av. Barão do Rio Barão, 10 – Nova Olinda)

Inscrições gratuitas

Entrada Franca

 

Informações: (91) 3224-5654/3224-5305 (Centro Cultural Sesc Boulevard)

                       (91) 3721-2294 (Sesc em Castanhal)

                       (91) 4005-9584 / 4005-9587 (Coordenação de Comunicação do Sesc no Pará)

cecomsescpa@gmail.com

www.sesc-pa.com.br

Facebook: Sesc Pará

 

 

 

 
 
Publicado em 04/09/2017
 

  Matérias Relacionadas:


SEDE ADMINISTRATIVA

Sesc - Serviço Social do Comércio
Av. Assis de Vasconcelos, nº 359 6º andar
Bairro Campina - CEP: 66010-010
Belém - Pará

 

Central de Atendimento: (91) 4005 - 9519
protocolo@pa.sesc.com.br

 

FALE COM O SESC


Serviço Social do Comércio — Departamento Regional do Pará       www.sesc-pa.com.br   Todos os direitos reservados