Sesc no Pará

Topo

Fecomércio-PA    |    Senac




 

Mestre Emanoel Camargo ensina a arte tapajônica das cuias pintadas

 

na imagem cuias pintadas

 

A confecção de cuias tingidas com pigmentos naturais e decoradas com motivos amazônicos são umas das tradições mais antigas de Santarém, que persiste até os dias atuais. Um elemento que ganhou destaque e se tornou um ícone para o Pará e também patrimônio. É um artesanato característico da região, resultado de uma série de trocas culturais, com origem indígena, e intensificado a partir da colonização portuguesa. Com o objetivo de difundir essa arte milenar, o Serviço Social do Comércio (Sesc) continua com o projeto "Cuias de Santarém - Arte e Tradição Tapajônica".

No mês de julho o mestre Camargo Fona  continua trazendo ensinamentos sobre essa encantadora arte tapajônica na Oficina de Pintura em Cuia, que será realizada no período de 02 a 05/07, das 14h às 16h, no  Sesc em Santarém. Os participantes terão contato com todo o manuseio e preparação das cuias, conhecendo um pouco da história e tradição desse artesanato amazônico, e experimentando, na prática, sua aplicabilidade. A oficina terá a duração de quatro dias, com duas horas/aula por dia.

O projeto continua até outubro trazendo para o público adulto e infantil, por meio de oficinas de Pintura em Cuias, Debates e Palestras, a reflexão sobre esse fazer amazônico, e a difusão da arte ribeirinha, instigando a clientela sobre os processos de produção e a estética das Cuias Pintadas.

            A confecção de cuias tingidas com pigmentos naturais e decoradas com motivos amazônicos são umas das tradições mais antigas de Santarém, que persiste até os dias atuais. O fruto da cuieira é utilizado na cultura local como utensílio doméstico, onde são servidas comidas típicas, bebidas, e também onde são armazenados líquidos e outros tipos de alimento; além disso, o ribeirinho também utiliza a cuia para pegar e armazenar água do rio, para tomar banho, cozinhar; tirar água da canoa, além de decorar paredes e armários das residências. Porém, o uso da cuia vai além da utilidade doméstica: para o santareno, indica a sensação de pertencimento, pelo uso de um objeto tipicamente paraense. Vai além: a cuia pintada, ornamentada, detém um valor estético que orgulha o mocorongo,como são chamados os santarenos.

 

 

SERVIÇO: 

Oficina de Pintura em Cuia

Datas: 02 a 05/07 (Terça a sexta- feira)

Horário: 14h às 16h

Inscrições Gratuitas

Local: Sesc em Santarém (Rua Wilson Dias da Fonseca Nº 535 – Centro)

Informações: (93) 3522-5126 / 3522-1424 (Sesc em Santarém)

                      (91) 4005-9584 / 4005-9587 (Coordenação de Comunicação do Sesc no Pará)

cecomsescpa@gmail.com

www.sesc-pa.com.br

Facebook: Sesc Pará

 

 

 

Publicado em: 25/06/2019

 

Matérias Relacionadas:


 

 

 

Sesc | Serviço Social do Comércio

Departamento Regional do Pará
Av. Assis de Vasconcelos, nº 359
Bairro Campina - CEP: 66010-010
Belém - Pará


Central de Relacionamento:
     0800 - 941 -1242
     (91) 4005 - 9591
centralatendimento@pa.sesc.com.br

Ouvidoria

logo do Sesc
link para o site da Fecomércio Pará link para o side do Senac no Pará

 

Siga-nos

Serviço Social do Comércio — Departamento Regional do Pará       www.sesc-pa.com.br   Todos os direitos reservados